Morreu Almudena Grandes, a escritora que deu voz aos derrotados do século XX espanhol

Morreu na tarde deste sábado, vítima de cancro, aos 61 anos, a escritora madrilena Almudena Grandes. Autora do romance As Idades de Lulu, há muito tido como um clássico moderno da literatura erótica, Almudena Grandes empenhou-se nas últimas décadas a escavar a História do franquismo, desenterrando vários episódios desconhecidos, que parecem ter ficado escondidos sob os escombros da guerra.

Foto
Escritora tinha 61 anos Ulf Andersen/Getty Images

Morreu na tarde deste sábado, vítima de cancro, aos 61 anos, a escritora madrilena Almudena Grandes, segundo noticiou o diário El País. Formada em História, estreou-se na literatura em 1989 com o romance As Idades de Lulu, há muito tido como um clássico moderno da literatura erótica, um enorme êxito de vendas e da crítica numa sociedade que se queria livrar de vez do moralismo e do cinzentismo franquista — romance adaptado ao cinema por Bigas Luna, em filme homónimo. Outras das suas produções literárias tiveram também adaptação cinematográfica, entre elas o romance Malena es un nombre de tango (original de 1994).

Sugerir correcção
Comentar