Com Janeiro na memória, Costa anuncia “semana de contenção” para depois do Ano Novo

Ir a um restaurante ou um hotel voltará a exigir a apresentação de um certificado digital. O país está longe da situação vivida há um ano, mas volta a estar no vermelho. A novidade é a “semana de contenção”, para diminuir ao máximo os contactos depois do convívio da época festiva.

Foto
O primeiro-ministro voltou a falar no final do Conselho de Ministros, para anunciar o regresso de mais restriçõe LUSA/MANUEL DE ALMEIDA

Dois meses depois de ter anunciado o fim do confinamento e a reabertura total da economia, o primeiro-ministro voltou esta quinta-feira ao Palácio da Ajuda para anunciar as restrições que voltarão a estar em vigor durante os próximos meses. Apesar de os números de internados e óbitos com covid-19 serem substancialmente inferiores aos que estavam a ser anunciados há um ano, o mapa da matriz de risco é claro: a linha está em crescendo e o país está novamente no vermelho. Com as temperaturas baixas e a época festiva à porta, a ordem é aumentar a testagem, reforçar o uso de máscaras em locais fechados e voltar a exigir o certificado de vacinação. Não se falou em confinamento, mas haverá uma semana de “contenção”.