Supremacistas brancos que organizaram marcha na Virgínia condenados a pagar 26 milhões de dólares

Organizadores da marcha Unite the Right, em Charlottesville, foram condenados ao pagamento de indemnizações por participarem numa conspiração racista no estado da Virgínia. Homem que matou uma contramanifestante já tinha sido condenado a prisão perpétua.

Foto
Na noite anterior à marcha, os extremistas desfilaram pela cidade com tochas acesas e gritaram slogans anti-semitas Stephanie Keith

Os organizadores da marcha de supremacistas e nacionalistas brancos que teve lugar no estado norte-americano da Virgínia, em 2017, e que terminou com a morte por atropelamento de uma contramanifestante, foram condenados ao pagamento de 26 milhões de dólares (23 milhões de euros) em indemnizações por participarem numa conspiração racista.