Família de atropelado por carro de Eduardo Cabrita recebe 246 euros por mês da Segurança Social

Viúva e filhas passaram a receber a pensão de sobrevivência mensal em Setembro. Faz esta quinta-feira cinco meses que o homem de 43 anos morreu na A6, perto de Évora. Investigação continua em segredo de Justiça.

Foto
O carro em que seguia o ministro da Administração Interna após o atropelamento na A6 LUSA/Paulo Cunha

A viúva e as duas filhas do homem que morreu, no dia 18 de Junho, atropelado pelo carro em que seguia o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, recebem uma pensão de sobrevivência da Segurança Social de 246 euros por mês, confirmou ao PÚBLICO o advogado José Joaquim Barros.

Sugerir correcção
Ler 87 comentários