Baby Doll: o drama das mulheres migrantes ao som de Beethoven na nova temporada da Gulbenkian

A programação musical para o primeiro semestre de 2022 inclui ainda uma coregografia de Anne Teresa de Keersmaeker com música de Bach, a ópera Così fan tutte e a estreia em Portugal de uma peça de Chick Corea.

mitsuko-uchida,maria-joao-pires,anne-teresa-keersmaeker,fundacao-calouste-gulbenkian,culturaipsilon,musica,
Fotogaleria
A 20 de Abril, a pianista britânica de origem japonesa Mitsuko Uchida tocará peças de G. Kurtág, Mozart e Schumann Decca / Justin Pumfrey
mitsuko-uchida,maria-joao-pires,anne-teresa-keersmaeker,fundacao-calouste-gulbenkian,culturaipsilon,musica,
Fotogaleria
Grigory Sokolov de regresso à Gulbenkian com um concerto único agendado para 3 de Abril de 2022 cuja programação será ainda anunciada dr

Uma versão semi-encenada da ópera Così fan tutte, de Mozart, com o baixo-barítono argentino Marcos Fink, as Seis Suites para Violoncelo de Bach num espectáculo coreografado por Anne Teresa de Keersmaeker com o violoncelista Jean-Guihen Queyras e os bailarinos da Companhia Rosas, e ainda Baby Doll, um concerto que evoca o drama das mulheres migrantes ao som da Sétima Sinfonia de Beethoven, são algumas das propostas da programação musical da Fundação Gulbenkian para o primeiro semestre de 2022.