Mutações raras de um gene potenciam doença cardíaca hereditária

Uma equipa de investigação identificou mutações genéticas como causa da cardiomiopatia hipertrófica, um problema hereditário que afecta uma em cada 500 pessoas.

Foto
A doença hereditária torna as paredes do coração espessas e rígidas Otolia

Num estudo de uma equipa de cientistas da University College de Londres (Inglaterra) é revelada uma nova causa para a cardiomiopatia hipertrófica cardíaca, uma doença hereditária em que as paredes dos ventrículos (as duas câmaras inferiores do coração) se tornam espessas (hipertrofia) e rígidas.

Sugerir correcção
Comentar