Porta-voz da missão soube pela imprensa das suspeitas de tráfico de diamantes. ONU considera a situação “preocupante”

A missão da ONU na República Centro-Africana (Minusca) tem conhecimento, “conforme noticiado nos meios de comunicação, das denúncias de má conduta imputáveis a militares portugueses anteriormente destacados para a República Centro-Africana”, afirma ao PÚBLICO porta-voz.

Foto
As suspeitas recaem sobre militares que estiveram em missão na República Centro Africana CEMGFA

As suspeitas de tráfico que recaíram sobre alguns militares portugueses em missão na República Centro-Africana foram classificadas pela Organização das Nações Unidas (ONU) como “preocupantes”, numa resposta escrita enviada ao PÚBLICO esta quarta-feira. “A natureza destas alegações é preocupante. Estamos a acompanhar de muito perto e em contacto com as autoridades portuguesas”, afirma por email um porta-voz para a manutenção da paz.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários