Portugal tem a maior disparidade educativa da Europa entre gerações de trabalhadores

Mais de metade dos trabalhadores entre 35 e 64 anos tem apenas o ensino básico. A formação contínua tem pouca procura, apenas 10%. Falta tempo e dinheiro, dizem inquiridos.

Foto
Menos de metade da população activa tem o ensino secundário completo Daniel Rocha (arquivo)

Portugal é o país da União Europeia (UE) onde o hiato educativo entre gerações é maior, uma realidade com implicações no desempenho económico do país e que mostra que muitos trabalhadores das gerações mais velhas ficaram para trás neste capítulo.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários