“A qualidade do peixe é fraca”

Duas cozinheiras e uma empregada de refeitório que trabalham há anos nas cantinas escolares contaram ao PÚBLICO as dificuldades que sentem no seu dia-a-dia.

Foto
Daniel Rocha/Foto de arquivo

Manuela Oliveira, 57 anos, é cozinheira há mais de 25 anos. Na Escola Básica de Agrela e Vale do Leça, em Santo Tirso, está há 14 anos. É delegada sindical e faz parte dos quadros da Uniself, talvez por isso, nota-se que não tem papas na língua. “Não escondo nada”, frisa. “Sou cozinheira, sou empregada de refeitório, sou chefe de pessoal, despenseira... Pensam que temos pernas de polvo”, desabafa.

Sugerir correcção
Comentar