Espanha vai pagar tratamentos de fertilidade a lésbicas, bissexuais e algumas pessoas trans

Numa altura em que os direitos LGBT estão sob ataque em países europeus como a Polónia, Hungria e no Reino Unido, Espanha chama a atenção para as questões de género, alargando o acesso a tratamentos de fertilidade suportados pelo Estado.

Foto
Espanha foi um dos primeiros países a reconhecer o casamento entre pessoas do mesmo sexo Reuters/MARTON MONUS

O Ministério da Saúde espanhol assinou, na semana passada, uma decisão que visa disponibilizar tratamentos de fertilidade para mulheres, independentemente da sua orientação sexual, estado civil, assim como para transgénero que queiram engravidar. 

Sugerir correcção
Ler 8 comentários