Porque é que o mundo está a protestar tanto?

Os principais motivos de descontentamento dos protestantes são o fracasso democrático, a desigualdade, a corrupção e a falta de acção sobre as alterações climáticas.

Foto
EPA/OMER MESSINGER

Será que estamos numa era histórica de protestos? Um novo estudo divulgado esta quinta-feira, 4 de Novembro, que analisou as manifestações entre 2006 e 2020, concluiu que o número de movimentos de protesto em todo o mundo mais do que triplicou em menos de 15 anos. Todas as regiões assistiram a um aumento, concluiu o estudo, com alguns dos maiores protestos alguma vez registados – incluindo os dos agricultores que começaram em 2020, na Índia, os de 2019 contra o Presidente Jair Bolsonaro, no Brasil e os do movimento Black Lives Matter, em curso desde 2013.

Sugerir correcção
Comentar