“Em 18 anos, Lisboa empobreceu e o Algarve, o Norte e o Centro enriqueceram”

João Confraria, economista e professor universitário, considera que, desde 2003, “Portugal está a sair-se melhor que Espanha, Grécia e Itália”.

Foto

Em 2003, um estudo (sustentado na base de dados da Comissão Europeia sobre regiões), encomendado pelo BCP ao Centro de Estudos Aplicados da Universidade Católica Portuguesa (CEA-UCP), sobre a “Caracterização Económica de cada um dos distritos do país”, deu uma fotografia de um país desigual e empobrecido, com excepções, como a Grande Lisboa. Dezoito anos depois, e duas crises disruptivas pelo meio – a financeira (2008) e a da dívida pública (2010) –, o PÚBLICO entrevistou o coordenador do trabalho, o professor da UCP, João Confraria, então director do CEA.

Sugerir correcção
Ler 23 comentários