João Rendeiro vendeu casas e quadros. Ministério Público segue o rasto do dinheiro

Além da mulher do ex-banqueiro, nesta investigação são arguidos o presidente da ANTRAL, o filho deste e as respectivas companheiras. O sexto arguido é um alegado falsificador de obras. Maria de Jesus Rendeiro disse à juiza de instrução criminal que o marido está na África do Sul, mas as autoridades não estão a dar muita credibilidade a esta informação.

Foto
A obra "Northeast Corridor" foi vendida pelo quádruplo da avaliação da Christie's

O Ministério Público (MP) está a seguir o circuito do dinheiro nos negócios obras de arte e com as casas que envolvem João Rendeiro, o presidente da ANTRAL, Florêncio de Almeida, e o filho deste, com o mesmo nome, que foi motorista do ex-banqueiro durante décadas.

Sugerir correcção
Ler 14 comentários