Guatemala está preocupada com as alterações climáticas, mas os seus activistas ambientais são mortos e presos

O país latino-americano é um dos mais atingidos pelos efeitos extremos do clima nos últimos anos. Mas é também um dos locais onde é mais perigoso defender o ambiente.

Foto
Bernardo Caal está preso desde 2018 THE HUMAN RIGHTS DEFENDERS PROJECT

O Governo da Guatemala encabeça uma proposta conjunta apresentada na Conferência do Clima da ONU (COP26) para que a América Central seja declarada como “um dos lugares mais vulneráveis do planeta às alterações climáticas”. De facto, o país de 17 milhões de habitantes é hoje um dos pontos mais preocupantes em termos ambientais no mundo, e a sua situação permite vislumbrar o que poderá ser o futuro perante a subida generalizada da temperatura média global.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários