“É melhor ir a eleições do que ter um mau orçamento”

O presidente da Douro Azul, Mário Ferreira, sublinha que o produto turístico de Portugal “não é competitivo para os portugueses” que, pelos “mesmos valores”, preferem viajar para o estrangeiro.

Foto
Mário Ferreira acredita que 2022 já será "um ano de reposição do que se perdeu com a pandemia" Fernando Veludo/NFactos

O presidente da Douro Azul (Mystic Invest), Mário Ferreira, diz que o futuro da TAP pode ser risonho, desde que conserve as rotas estratégicas muito cobiçadas e determinantes para a sua operação. E não vê “com maus olhos que o Governo queira manter uma posição na TAP mas sem ter a gestão”. Numa entrevista em que se escusou a responder a perguntas sobre o negócio da Media Capital, Mário Ferreira comenta ainda a crise política com críticas ao Orçamento do Estado (OE) para 2022.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários