Maioria dos partidos quer legislativas a 16 de Janeiro. Rio e Rodrigues dos Santos alinhados

Nas audiências com o Presidente da República, só Iniciativa Liberal e o PAN defenderam um calendário mais tardio para as eleições legislativas.

Foto
Audiência entre Marcelo e Rio durou parcos 10 minutos LUSA/ANTÓNIO COTRIM

A maioria dos partidos – PSD, PS, PCP, BE, PEV e Chega – convergiram na ideia de que as legislativas antecipadas se devem realizar a 16 de Janeiro. Só a Iniciativa Liberal e o PAN sugerem adiar um pouco o calendário, mas por razões diferentes. Na maratona de audiências com o Presidente da República – durante as quais Marcelo Rebelo de Sousa parece não ter dado sinais sobre a sua preferência tornou-se evidente o alinhamento entre o líder do PSD e o do CDS. Rui Rio e Francisco Rodrigues dos Santos cobraram a Marcelo a única referência que fez, há duas semanas, a um calendário para as legislativas quando o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) ameaçava chumbar no Parlamento: o mês de Janeiro.

Sugerir correcção
Ler 6 comentários