Supremo da Índia ordena investigação a uso de programa de vigilância Pegasus

É uma das primeiras vezes em que o “facto de o Governo invocar ‘segurança nacional’ não é suficiente” para um tribunal indiano, contratulou-se advogada que representa algumas das pessoas vigiadas.

Foto
Narendra Modi: o uso do Pegasus pelo Governo indiano vai ser investigado Adnan Abidi/Reuters

O Supremo Tribunal da Índia ordenou uma investigação independente ao suspeito uso por parte do Governo indiano do software de vigilância Pegasus, que poderá ter sido usado ilegalmente para espiar jornalistas, activistas de democracia e direitos humanos e opositores políticos.