Procuradora-geral da República admite que há falta de especialistas para apoiar investigações

Lucília Gago sai em defesa de director do DCIAP, recordando que a actuação deste departamento tem permitido reaver “avultadíssimos activos financeiros”.

Foto
Paulo Pimenta

A procuradora-geral da República, Lucília Gago, admitiu esta terça-feira que faltam especialistas ao serviço do Ministério Público que apoiem os magistrados nas suas investigações à criminalidade económico-financeira.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários