Rio e Rangel, dois aliados que se tornaram rivais

Os dois candidatos que vão disputar a liderança do PSD fizeram percursos diferentes e têm perfis distintos. Afinal, o que une e separa estes dois sociais-democratas, que se conhecem há 20 anos, que já fizeram parte da mesma direcção nacional e que já colaboraram juntos?

Foto
Rui Rio participou na campanha das europeias com Paulo Rangel mas nessa altura as divergências entre os dois já existiam Nuno Ferreira Santos

Os dois sociais-democratas Rui Rio e Paulo Rangel, que no dia 4 de Dezembro vão disputar as eleições directas para escolher o futuro líder do partido, são sobejamente conhecidos dos militantes até porque vêm do mesmo grupo interno embora tenham feito percursos partidários opostos, assumam posicionamentos ideológicos diferenciados e demonstrem dimensões culturais distintas. Várias fontes contactadas pelo PÚBLICO concordam na ideia de que são mais as diferenças que os separam do que aquilo que os une.

Sugerir correcção
Ler 8 comentários