Covid-19: 123 mil pessoas já tomaram a terceira dose em Portugal

Dados da DGS indicam que 85,7% da população portuguesa tem a vacinação primária contra a covid-19 completa e que foram administradas, até ao momento, 279 mil vacinas da gripe.

Foto
Cerca de 85,7% da população portuguesa tem a vacinação primária contra a covid-19 completa José Fernandes

Cerca de 123 mil pessoas já tomaram a terceira dose da vacina contra a covid-19 em Portugal, de acordo com dados divulgados, este domingo, no mais recente ponto de situação da vacinação da Direcção-Geral da Saúde (DGS).

Os dados da DGS indicam ainda que 85,7% da população portuguesa tem a vacinação primária contra a covid-19 completa e que foram administradas, até ao momento, 279 mil vacinas da gripe.

A segunda fase da campanha de vacinação contra a gripe iniciou-se na segunda-feira, dia 18 de Outubro, e destina-se às pessoas com 65 ou mais anos e àquelas que não estão abrangidas nos grupos-alvo da primeira fase. A campanha está a decorrer por ordem decrescente de idades, tal como em anos passados, tendo começado pelos utentes com 80 ou mais anos.

A DGS destaca que os utentes serão convocados através de uma SMS para a toma em simultâneo da vacina contra a gripe e contra a covid-19 ou apenas para a primeira (caso não sejam elegíveis para tomar a vacina contra a covid-19).

“O agendamento será automático. Poderá haver casos, porém, em que sejam chamados doentes abaixo da faixa [etária] que se encontra aberta por já cumprirem todos os critérios de elegibilidade e para não atrasar o processo”, esclarece a DGS.

Será possível fazer o auto-agendamento da vacina contra a gripe e da terceira dose da vacina contra a covid-19 no Portal Covid-19 para pessoas acima dos 80 anos a partir de terça-feira, 26 de Outubro.

A DGS salienta ainda que “o ritmo de vacinação da gripe está dependente da entrega das vacinas no território nacional e sujeito a ajustes de acordo com a disponibilidade de vacinas”, estando previsto que, a partir do início de Novembro, “o número de vacinas disponíveis seja suficiente para acelerar o ritmo de vacinação”.