Tom Morey (1935-2021): “O sentido da vida é ir na onda”

Morreu aos 86 anos o inventor do bodyboard, uma prancha mais pequena e leve do que a de surf que democratizou o acesso às ondas.

Foto
Morey tinha razão quando, no início dos anos 1970, pensou que o bodyboard podia ser uma coisa em grande

Tom Morey odiava o termo “bodyboard”. “É horrível. Parece uma prancha que se usa para meter um corpo dentro de um daqueles sacos para cadáveres”, dizia. Mas a culpa foi dele. Foi Morey, um engenheiro de Detroit com coração californiano, que inventou, não o termo, mas o objecto que democratizou o acesso às ondas. Mais pequena e mais leve do que uma prancha de surf, a prancha de bodyboard levou milhões em todo o mundo a descobrir as sensações de cavalgar uma onda.