Orbán e o seu rival assinalam aniversário da insurreição contra o regime comunista em Budapeste

Discursos do primeiro-ministro e do candidato da oposição em Budapeste dão o tom para a campanha para as eleições do próximo ano, que serão o maior desafio até agora para o Governo de Orbán.

mundo,uniao-europeia,viktor-orban,polonia,hungria,europa,
Fotogaleria
Peter Marki-Zay dirigiu-se pela primeira vez a uma multidão enquanto candidato a primeiro-ministro da oposição unida MARTON MONUS/Reuters
mundo,uniao-europeia,viktor-orban,polonia,hungria,europa,
Fotogaleria
Viktor Orbán fez um raro discurso em Budapeste Zoltan Balogh/EPA

Dezenas de milhares de pessoas saíram à rua na capital húngara em duas marchas que comemoravam o aniversário da revolução contra o regime comunista de 1956 – duas marchas que espelham a divisão para as próximas eleições, de 2022: uma contou com a presença do primeiro-ministro, Viktor Orbán, que fez um raro discurso em público, outra com o candidato da oposição, Peter Marki-Zay.