Polícia Judiciária apreende dados do computador profissional e pessoal do provedor da Santa Casa

Em causa nesta investigação está o facto de Edmundo Martinho e da professora Maria da Luz Cabral terem beneficiado de desconto no arrendamento de casas da Santa Casa. Os inspectores também recolheram informação sobre a atribuição de uma bolsa de doutoramento a Maria da Luz Cabral e sobre despesas com viagens.

Foto
Edmundo Martinho é provedor da Santa Casa da Misericórdia Nuno Ferreira Santos

As buscas levadas a cabo pela Polícia Judiciária (PJ), na manhã desta sexta-feira, na provedoria da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) e na Escola Superior de Saúde de Alcoitão (ESSA), que é tutelada pela SCM, visaram o provedor Edmundo Martinho e Maria da Luz Cabral, coordenadora do Grupo de Trabalho de Políticas Públicas de Longevidade e a trabalhar na sede da Santa Casa.