Líderes voltarão ao tema da energia, mas “só se for necessário”

Cinco horas de discussão no Conselho Europeu não foram suficientes para produzir um consenso sobre as medidas para conter a subida dos preços da electricidade.

Foto
Angela Merkel, Mark Rutte e Charles Michel conversam no Conselho Europeu YVES HERMAN/EPA/POOL

Primeiro, os chefes de Estado e governo passaram a bola à Comissão Europeia; agora, chutaram para o Conselho da UE: será numa reunião extraordinária dos ministros da Energia, já agendada para terça-feira que prosseguirá a discussão sobre as possíveis soluções conjuntas ou as mudanças estruturais no mercado que assegurem a segurança, a estabilidade e a resiliência do sistema energético europeu. Isto porque Bruxelas já deu instruções sobre as medidas de curto prazo para responder à subida do preço da electricidade.

Sugerir correcção
Comentar