Roma humilhada na Noruega na Liga Conferência

Bodo/Glimt venceu os italianos por 6-1, naquela que foi uma das derrotas mais pesadas da carreira de José Mourinho.

Foto
EPA/Mats Torbergsen

Tinha duas vitórias em dois jogos, liderava com autoridade o Grupo C da Liga Conferência, mas nesta quinta-feira caiu com estrondo. A Roma perdeu na Noruega, em casa do Bodo/Glimt por expressivos 6-1 e viu o adversário assumir o comando da classificação.

O actual campeão norueguês tinha empatado em Sófia na 1.ª jornada e vencido o Zorya por 3-1 na 2.ª ronda. Ainda sem derrotas na prova, iniciou a recepção à Roma com ambição e inaugurou o marcador logo aos 8 minutos, por Botheim, ampliando a vantagem aos 20’, pelo médio Patrick Berg.

Uma entrada em falso de uma Roma a jogar no habitual 4x2x3x1 (com Rui Patrício na baliza) e com algumas mexidas no “onze” habitual, mas longe de justificarem tamanha hecatombe no Norte da Europa. Carles Pérez ainda reduziu aos 28’, mas esse foi o único sinal de reacção dos italianos.

Com 2-1 ao intervalo, a reviravolta seria sempre uma possibilidade, mas cedo se percebeu que a Roma estava numa tarde totalmente desastrada. Botheim bisou aos 52’ e depois entrou em cena o extremo Ola Solbakken, que assinou o 4-1 aos 7'1 e o 6-1 aos 80’. Pelo meio, aos 78’, foi Pellegrino a marcar o quinto dos noruegueses, para escândalo da Europa do futebol.

Esta foi uma das piores derrotas da carreira de José Mourinho enquanto treinador, só comparável ao 5-0 averbado em Camp Nou, ao serviço do Real Madrid, diante do Barcelona, em Novembro de 2010. E o próximo embate da Roma também estará longe de ser acessível: enfrenta o líder Nápoles, no domingo, para a Série A.