Ricardo Melo Gouveia lidera Costa Brava Challenge

Português brilha no penúltimo do torneio do ano no Challenge Tour, em Girona, Catalunha

Foto
Ricardo Melo Gouveia procura terceira vitória da época e sexta no Challenge Tour © European Tour

Debaixo de vento, Ricardo Melo Gouveia concluiu as duas primeiras voltas do Costa Brava Challenge na liderança provisória e por lá se mantinha quando a segunda jornada foi interrompida hoje ao anoitecer no Empordà Golf, em Girona, na Catalunha, Espanha. No primeiro dia, terça-feira, esta que é a penúltima prova da época no Challenge Tour 2021 (satélite do European Tour) sofreu um atraso de 2h40 devido a nevoeiro (só começou pelas 11h), de que não conseguiu recuperar nesta quarta-feira. 

Ontem, o português, actual n.º 2 no ranking do circuito, já com duas vitórias esta temporada, só saiu pelas 15h50 e viu a sua primeira volta interrompida quando se encontrava com 4 abaixo do Par após 12 buracos jogados e no grupo dos nonos classificados, com o francês Frederic Lacroix no topo com 64 (-7), neste campo de par 71. Nas redes sociais, além de ter elogiado o pôr-do-sol, mostrou-se "contente por ter acabado o dia com um eagle”, a propósito do 3 marcado instantes antes no par 5 do 12. 

Esta manhã retomou onde estava, no 13, e faria mais dois birdies para um 65 (-6), ficando assim a um shot do líder aos 18 buracos. Iniciou logo de seguida a segunda volta, desta vez no 10, e faria 5 birdies contra 1 bogey para um 67 e para assumir, com total de 132 (-10), o primeiro lugar. Quando a jornada foi suspensa, estava com dois shots de vantagem sobre Lacroix, que seguia com -1 após 12 buracos, para um somatório de -8. Entre os jogadores já com duas voltas concluídas, os seus mais próximos oponentes são o italiano Matteo Manassero e o sueco Björn Hellgren, ambos com voltas de 66-70 e um total de 136 (-6). 

Melo Gouveia jogou as duas primeiras voltas num grupo com o dinamarquês Markus Helligkil (70-67) e o francês Julien Brun (70-69), que ocupam para já o quinto e o nono lugares provisórios com 137 (-5) e 139 (-3), entre os 108 participantes (dois desistiram entretanto). 

“Joguei muito bem”, disse. “Continuei a boa forma de ontem e sim, está muito difícil lá fora, o que só me deixa mais satisfeito com os resultados que alcancei.” 

Julien Brun foi o vencedor do torneio antecedente do Challenge Tour, exactamente no mesmo palco, o Empordà Golf, e chamado Empordà Challenge.Ganhou com 266 (-18). Então, Melo Gouveia ficou nos 47.ºs com 278 (71-68-67-72), -6. 

“É o mesmo campo e já sabemos para onde não bater a bola. Foi um novo campo para nós na semana passada, pelo que começar este novo torneio com quatro voltas [de reconhecimento] é uma grande ajuda”, disse Melo Gouveia. “No entanto, as condições estão completamente diferentes esta semana, o vento está da direcção oposta. Mas farei as mesmas coisas, tentando minimizar os erros e aproveitar as oportunidades quando elas aparecem, é esse o plano de jogo para o resto do torneio.” 

Uma eventual vitória de Melo Gouveia, além de ser a sexta para ele no circuito, dar-lhe-á o primeiro lugar no ranking da Road to Mallorca à partida para o torneio de encerramento de 2021, o Rolex Challenge Tour Grand Final, no T-Golf & Country Club, na ilha espanhola de Maiorca. Ultrapassando o actual líder da tabela, o ausente espanhol Santiago Tarrio. 

O português, actual 191.º no ranking mundial (o melhor português na tabela). pode tornar-se o primeiro de sempre a vencer duas vezes o ranking final do Challenge Tour, depois de já o ter feito em 2015. Para já, o regresso ao European Tour em 2022 está garantido com distinção, independentemente do que faça na segunda metade da prova.

 

Veja mais em www.golftattoo.com