Preço das casas aumenta 9,5% até Setembro

Índice de preços residenciais da Confidencial Imobiliário revela que as maiores subidas aconteceram no segundo trimestre. No terceiro trimestre crescimento começou a estabilizar, com os preço a revelarem oscilações residuais

Foto
, Ana Marques Maia,Ana Marques Maia

A análise à variação do índice de Preços Residenciais da Confidencial Imobiliário apurada no mês de Setembro revela que o preço da venda das casas no país aumentou 9,5% entre Março de 2020, início da pandemia, e o mês passado. Em termos homólogos, os preços subiram 9,5% em Setembro, face a igual mês de 2020, quase sete pontos percentuais “acima dos 2,6% de subida homóloga observados no início deste ano”.

Num comunicado enviado às redacções, a empresa especializada em estatística sobre imobiliário sublinha que em termos de variações trimestrais, o agravamento dos preços foi particularmente visível no segundo trimestre do ano. Entre Março e Junho o índice de variação trimestral atingiu os 4,5%, enquanto que no primeiro trimestre foi de 2,6%; agora, no terceiro trimestre de 2021, a variação de preços voltou a baixar para um aumento na ordem dos 2,1%.

“Em termos mensais”, em cadeia, “os preços das casas em Setembro de 2021 aumentaram 0,9%, numa diferença marginal face à variação mensal de 0,6% observada quer em Junho quer em Julho”.

De acordo com a Confidencial Imobiliário o preço médio de venda das casas em Portugal Continental atingiu os 1895 euros por metros quadrado (€/m2) no terceiro trimestre de 2021. Na Área Metropolitana de Lisboa esse valor fixou-se nos 2438 euros/m2, na Área Metropolitana de Porto ficou-se pelos 1905 euros/m2 e no Algarve o preço por metro quadrado apurado foi de 2032 euros/m2.

Texto alterado às 17h43m, com correcção do valor da percentagem no título e na notícia.