Lisboa, Av. Almirante Reis: uma ciclovia para quê?

Tendo começado por ser uma crise, a Av. Almirante Reis pode-se transformar numa oportunidade, marcando o início de uma nova forma de democracia.

Assim que a ciclovia da Av. Almirante Reis, em Lisboa, foi implementada tornou-se alvo de contestação. É natural. Antes de mais porque surgiu sem debate com a população, existindo porém uma justa razão para tal: a implementação da ciclovia pop-up ocorreu em plena pandemia, acompanhando um movimento que se verificou em “n” cidades europeias, justificado pela oportunidade, mas também pela necessidade, de deslocar pessoas mantendo a distância física, numa altura em que uma sessão pública era inviável. Menos compreensível foi a ausência de uma explicação holística perpetuada no tempo, sobre as mudanças que se preconizavam para a cidade e porquê, o que permitiu que uma parte dos lisboetas as interpretasse como casuísticas, imposição política e insensatez técnica.