Rui Moreira chamou “Putin de Paranhos” a um dirigente do PSD?

Quem o diz é Tiago Barbosa Ribeiro — que registou o pior resultado de sempre do PS no Porto — no seu Facebook.

Foto
Rui Moreira fez um acordo na câmara com o PSD LUSA/MANUEL FERNANDO ARAÚJO

A frase

“O PSD e Rui Moreira trocaram violentíssimas acusações durante a campanha e, nos debates, bateram no peito uns contra os outros, por vezes raiando o insulto. Rui Moreira chamou a um dirigente do PSD ‘o Putin de Paranhos’ (…)”.

Tiago Barbosa Ribeiro, candidato derrotado do PS e presidente da concelhia socialista no Porto, no seu perfil de Facebook, a 13 de Outubro de 2021

O contexto

Esta semana foi anunciado o acordo entre o movimento independente de Rui Moreira — que não conseguiu maioria na câmara nem na Assembleia Municipal e o PSD, cuja lista, encabeçada por Vladimiro Feliz, dobrou o número de mandatos no executivo, passando de um para dois vereadores. O acordo passa pela garantia de que os independentes de Moreira apoiarão a eleição do social-democrata Sebastião Feyo para presidente da Mesa da Assembleia Municipal, tendo precipitado a decisão de Miguel Pereira Leite de se afastar da corrida, após ter ocupado esta função nos últimos anos.

Esta circunstância causou alguma estranheza aos socialistas, tendo motivado uma reacção via comunicado de imprensa, que apontava o dedo às duas partes, considerando o avanço incoerente com as trocas “violentíssimas” de acusações feitas durante a campanha. Na quinta-feira, Tiago Barbosa Ribeiro, no seu perfil pessoal do Facebook, em publicação aberta a todos, destacou, entre outros, um episódio em particular: diz o socialista que Rui Moreira terá chamado “Putin de Paranhos” a um dirigente do PSD, partido com que agora fez o acordo, convenientemente. 

Os factos

Numa visita a Paranhos, durante a campanha, a 20 de Setembro, Rui Moreira disse a vários órgãos de comunicação estar empenhado em conseguir ganhar para o seu movimento independente esta junta de freguesia a maior do Porto , que há mais de 20 anos é liderada pelos sociais-democratas. No seu depoimento, apelidou o actual presidente da junta que está a cumprir o último mandato, Alberto Machado, também líder laranja da distrital e número dois da lista de Vladimiro Feliz, de “Putin da junta de freguesia [Paranhos]”. 

A referência surgiu depois de o presidente da câmara sugerir a existência de uma passagem de testemunhos regular entre Machado e o seu vice-presidente na junta, Miguel Seabra, líder da concelhia social-democrata, que tinha cumprido mandato como presidente da mesma freguesia entre 2001 e 2009 e que agora volta à liderança de Paranhos, a qual, por sua vez, tinha passado há 12 anos ao número dois da lista de Vladimiro Feliz. Considerou na altura Rui Moreira que estas trocas de funções se assemelhavam a uma “sucessão russa”.

Em resumo

A nota feita por Tiago Barbosa Ribeiro nas redes sociais é verdadeira. Durante a campanha, Rui Moreira comparou Alberto Machado ao presidente da Rússia, aludindo à passagem de testemunho feita pelos dois dirigentes locais do PSD na junta de freguesia.