Artistas voltam a encher as montras mais antigas das Lojas com História lisboetas

Até 15 de Novembro é possível visitar as lojas mais antigas da Baixa de Lisboa onde se encontram expostas obras de artistas plásticos

Foto
A segunda edição vai contar com nove loja e com nove artistas Daniel Rocha

Do Rossio ao Chiado são várias as Lojas com Histórias que vão partilhar as montras com artistas plásticos, unindo assim o tradicional ao contemporâneo. O projecto volta com uma segunda edição, já nesta sexta-feira, com a Colecção Outono/Inverno, onde apresenta novos artistas e novas artes.

“De várias gerações e com abordagens diferentes no campo das artes visuais, cada um dos artistas convidados para este projecto em dois tempos criou uma instalação que ficará exposta até 15 de Novembro” nas lojas mais antigas da baixa de Lisboa, refere a organização do evento em respostas escritas ao PÚBLICO.

“A primeira edição [a colecção Primavera/Verão] contou com dez lojas e dez artistas plásticos, convidados a intervir numa montra”, continua fonte do Gabinete de Programação em Espaço Público da EGEAC, a empresa municipal responsável pela gestão de equipamentos e animação cultural da Câmara Municipal de Lisboa. “Foi muito bem-sucedida, na medida em que proporcionou o encontro entre artistas e lojistas que se pretendia, chamando à atenção do património e da memória da cidade o que numa altura de desconfinamento progressivo foi muito importante também para estimular o regresso à Baixa e ao comércio local”, continua.

Assim, para esta nova edição, as expectativas são as melhores. “Mais uma vez, artistas e lojistas estão empenhados e muito entusiasmados”, afirma a coordenação deste projecto. Desta vez serão nove artistas e nove lojas a participar.

Para a escolha dos criadores que integram o projecto, tal como aconteceu na edição anterior, a equipa da EGEAC procurou “um naipe de artistas de várias gerações com abordagens diferentes no campo das artes visuais e que pudesse criar peças diversas”.

Já para as lojas, o único critério prende-se com o facto de as lojas terem todas a classificação de Lojas com História. Nesse âmbito foi seleccionado um conjunto de lojas que aceitaram o desafio e se mostraram disponíveis para a realização desta iniciativa, continua a organização.

Esta segunda edição das Lojas com Histórias teve um investimento de cerca de 27.500 euros. A primeira edição deste projecto, que decorreu de 15 de Abril a 15 de Maio, contou com artistas como Bárbara Assis Pacheco, Eugénia Mussa, Fernanda Fragateiro, Fernão Cruz, Joana da Conceição, João Paulo Feliciano, João Queiroz, ±maismenos±, Miguel Palma, Tomás Cunha Ferreira que estiveram em lojas como a Livraria Ferin, Chapelaria Azevedo Rua, Manteigaria Silva, Sapataria A Deusa, O Mundo do Livro Au Petit Peintre, Drogaria Central, Casa Buttuller, Joalharia Ferreira Marques, Casa Macário.