Manuel António Pina por Álvaro Magalhães: uma biografia “feita com os mecanismos secretos e delicados da amizade”

Para Quê Tudo Isto? é um título que é também um retrato e o programa de indagação que levou Álvaro Magalhães a escrever a biografia de Manuel António Pina, de quem foi um dos amigos mais cúmplices. “A preocupação que tive foi que essa minha proximidade, essa afinidade, não falasse excessivamente”, diz o biógrafo do Prémio Camões 2011.

Foto
Nelson Garrido

Viveram em grande proximidade praticamente as segundas metades das vidas respectivas, no Porto. Daí que não surpreenda que tenha sido a Álvaro Magalhães que a Contraponto lançou o desafio de fazer a biografia de Manuel António Pina (1943-2012), escritor, poeta, dramaturgo, cronista, jornalista, publicitário, advogado — e Prémio Camões 2011. Para Quê Tudo Isto? é o título dessa biografia, que Álvaro Magalhães (Porto, 1951), não sem alguma hesitação inicial perante “a montanha” que esse empreendimento representava, escreveu durante os meses de confinamento, com “os mecanismos secretos e delicados da amizade”. O livro, já nas bancas, é simultaneamente a história de uma vida e um ambicioso ensaio, que, ao mesmo tempo que recorda, reconstitui e revela episódios marcantes dessa biografia, lê e analisa, em relação com ela, uma obra poética única, inimitável, que “resiste ao esquecimento porque tem uma zona de mistério e de enigma”. Depois de O Senhor Pina (Assírio & Alvim, 2013), uma primeira abordagem, em tom leve e divertido, à figura desse autor que gostava de ver e pensar as coisas de pernas para o ar, Álvaro Magalhães, também escritor, poeta, editor e cronista, traça-nos agora um retrato ampliado desse poeta que gostava de brincar com as palavras.

Sugerir correcção
Comentar