Em La Palma, um drone leva comida e água a cães cercados pela lava

Imagens de drone mostram os cães deixados para trás numa zona inacessível por via terrestre e onde nem os helicópteros conseguem chegar.

Foto

Desde 8 de Outubro que cães rodeados pela lava incandescente em La Palma, nas Canárias, estão a ser alimentados através de um drone, que lhes leva comida e água. 

A zona alta do Todoque está inacessível por via terrestre e até ao momento foi impossível resgatar os animais devido às elevadas temperaturas, queda de cinzas, proximidade da erupção e ameaça de novos fluxos de lava, escreve o La Provincia. O jornal diz que há quatro cães em dois tanques cercados pela lava do vulcão Cumbre Vieja, acrescentando que os animais seriam usados na caça. 

Foto
A imagem disponibilizada pelo Cabildo La Palma, que mostra o local onde os cães estão presos

O governo local de La Palma agradeceu às duas empresas locais que operam o drone de carga até ser possível retirá-los. A Ticom Soluciones e a Volcanic Life já disseram que iriam continuar as entregas de comida, enquanto as condições meteorológicas o permitirem. Também é garantido “aconselhamento veterinário para coordenar a ingestão de alimentos e água mais adequada neste tipo de situação”, escreve a ministra da Segurança e Emergências de La Palma, Nieves Rosa Arroyo. As imagens divulgadas por uma das empresas mostram os cães a abrir as embalagens de ração e a comerem. 

O governo local disse à agência Reuters que a área não pode ser sobrevoada por helicópteros, pelo que um resgate aéreo também não pode ser considerado.

Sem fim à vista para os fluxos de rocha fundida que devastaram cerca de 6o0 hectares e 1200 edifícios, e forçaram milhares de pessoas a deixar as suas casas, as autoridades espanholas ordenaram a mais 700 residentes que abandonassem as suas casas, na terça-feira.

Na ilha, um recreio de uma escola foi convertido num centro de acolhimento temporário a animais abandonados. “Recebemos cerca de 140 cães, talvez mais, 60 ou 70 gatos, cabras, ovelhas, papagaios.... tudo”, contou à Reuters Esau Fumero, treinador de cães e subdirector da Associação de Protecção de Plantas e Animais de Benawara.

Nas últimas horas,actividade sísmica aumentou em La PalmaForam registados 60 sismos na ilha de La Palma (Canárias) desde as 0h desta quinta-feira, um deles de 4,5 graus na Escala de Richter​, o maior sentido até agora desde que a erupção do vulcão começou, há 26 dias.