Eleições antecipadas? Vamos a isso!

Quem é que não ficaria feliz, afinal, com eleições antecipadas? Os dois únicos partidos que podem fazer com que elas aconteçam.

Há quem diga que tudo não passa de uma encenação; que é apenas o habitual teatrinho que antecede a inevitável aprovação do Orçamento de Estado; que o ano passado aconteceu a mesma coisa. E aconteceu. Quem for à procura de notícias de Outubro de 2020 vai encontrar títulos como Crise à vista? PCP anuncia: neste momento não viabiliza o Orçamento, para uma semana depois estar a ser anunciada a aprovação do Orçamento na generalidade e a ser cunhada uma metáfora inesquecível: “Nunca seremos primeiro violino de orquestra dirigida por sociais-democratas”. Se os violinistas são os mesmos, custa a acreditar que a música possa ser diferente.