Já podemos percorrer (e ouvir) os caminhos de Santiago sem sair de casa

O Google Arts & Culture e a Xunta de Galicia uniram-se para criar a plataforma ¡Buen Camino! recheada de informações e sensações das 281 rotas.

fugas,patrimonio,google,religiao,turismo,espanha,
Fotogaleria
fugas,patrimonio,google,religiao,turismo,espanha,
Fotogaleria
fugas,patrimonio,google,religiao,turismo,espanha,
Fotogaleria

Já há uma forma de percorrer um dos caminhos de Santiago (ou todos) sem sair de casa e sem ganhar bolhas nos pés. Numa altura em que se assinala o Ano Santo Xacobeo 21-22 em Santiago de Compostela — que se celebra sempre que o dia 25 de Julho calha a um domingo, algo que não acontecia há 11 anos — a Xunta de Galicia e o Google Arts & Culture, plataforma que concentra algumas das maravilhas do mundo, criaram ¡Buen Camino! (Bom Caminho), um tour virtual pelos diferentes caminhos que os peregrinos habitualmente percorrem para obter indulgência e cada vez mais utilizados por amantes da natureza.

São muitos os pretextos usados pelos caminhantes que calcorreiam os trilhos e estradas de qualquer uma das longas peregrinações que levam ao túmulo do apóstolo Santiago na cidade espanhola. Actualmente, perfazem um total de 281 rotas que interligam natureza, cultura e história com mais de 83 mil quilómetros através 29 países. Só em Espanha existem 49 percursos catalogados que cobrem quase 16 mil quilómetros.

Foto
Google Arts & Culture

E a partir de agora todas elas estão online, acessíveis a todos em 11 idiomas através de uma série de viagens “pela mente, corpo e alma”. Trata-se de um grande compêndio de documentos e de informações práticas divididas em múltiplas secções, entre as quais se destacam 108 exposições, mais de 4750 fotografias e gravações e 15 tours virtuais com vistas panorâmicas imersivas de 360 ​​graus que nos transportam até marcos históricos do Caminho.

Qualquer um dos percursos pode ser visto, ouvido, cheirado, tocado, sentido e vivido a cada passo. Podemos por exemplo ouvir a típica chuva a cair nas praças galegas, o crepitar das folhas secas no Outono, o som do mar e dos rios que envolvem a paisagem e quase sentir o cheiro das castanhas assadas e da água termais. Podemos conhecer pessoas que trabalham ao longo do Caminho, fazer tours 360 graus nos principais monumentos e ler todo o tipo de curiosidades sobre os trajectos (sabe qual é o ponto mais distante da Europa nesta peregrinação? A cidade de Iasi, na Roménia, a 4.500 quilómetros de Santiago de Compostela).

Foto
Google Arts & Culture

O Google Arts & Culture é uma plataforma digital que nasceu em 2011 com o objectivo de divulgar e preservar as obras de arte dos principais museus, bem como explorar as maravilhas do mundo com os cinco sentidos. Portugal já foi contemplado com recolhas como A Paixão pela Língua Portuguesa, Portugal Arte e Herança, e As Maravilhas de Portugal.