Onde param o Amadeo e a Paula Rego de João Rendeiro?

As duas pinturas foram adquiridas pelo ex-banqueiro muito antes de ter sido decretado o arresto dos seus bens, que incide sobre 124 quadros e esculturas, mas aparentemente não constam do auto de apreensão da Polícia Judiciária de 10 de Novembro de 2010.

Foto
Cães de Barcelona (1964), de Paula Rego DR

O filho de Paula Rego quer saber onde pára uma obra de 1964 da pintora radicada em Londres que até hoje estava identificada como fazendo parte da colecção particular de João Rendeiro, tal como um Amadeo de Souza-Cardoso datado de 1912. As duas pinturas foram adquiridas pelo ex-banqueiro muito antes de ter sido decretado o arresto dos seus bens, que incide sobre 124 quadros e esculturas pertencentes ao recheio da sua casa na Quinta Patino, em Cascais, mas aparentemente não constam do auto de apreensão da Polícia Judiciária (PJ) de 10 de Novembro de 2010. O documento elenca vários objectos que não estão identificados nem pelo autor, nem pelo nome da obra.