Morreu Paddy Moloney, um dos fundadores dos irlandeses The Chieftains

O multi-instrumentista foi um dos líderes do conhecido grupo folk desde os anos 1960. Tinha 83 anos.

Foto
DR

Foi um dos co-fundadores do conhecido grupo irlandês The Chieftains, e, ao longo dos anos, talvez a sua figura mais carismática, conhecida nos quatro cantos do mundo. Paddy Moloney morreu em Dublin, aos 83 anos, soube-se na terça-feira, através do Irish Traditional Music Archive, em informação depois confirmada pela família. Não foram reveladas as causas da sua morte.

O músico foi um dos líderes da conhecida banda folk durante mais de meio século, ajudando a popularizar a canção tradicional irlandesa, ao mesmo tempo que foi colaborando com nomes afamados de vários universos musicais como Madonna, Rolling Stones, Elvis Costello, Paul McCartney, Marianne Faifhfull, Roger Daltrey ou Luciano Pavarotti. Com os Chieftains, viria a ganhar seis prémios Grammy e a compor para vários filmes de grande produção (Braveheart, Os Gangues de Nova Iorque ou Barry Lyndon), ele que era conhecido pela forma muito singular como tocava flauta ou gaita irlandesa, mas também percussão ou acordeão.

Formados nos anos 1960, os Chieftains, ao lado dos The Dubliners ou dos The Pogues, foram provavelmente a formação que mais fez pela expansão da música folk irlandesa, tornando-a conhecida mundialmente. O último concerto de Paddy com os Chieftains teve lugar em 2020, antes de a pandemia forçar a banda a cancelar as datas da sua nova digressão. O músico era casado e deixa três filhos.