Goût de France: durante uma semana, o mundo volta a comer à francesa

Está de regresso o evento que celebra a gastronomia francesa em mais de 150 países, desta vez com destaque para o património culinário da região Centre-Val de Loire. Em Portugal, participam 22 espaços.

Foto
DR

Depois de mais de um ano de interregno devido à pandemia, o Goût de / Good France está de volta para celebrar “a gastronomia francesa no mundo inteiro”. Habitualmente a 21 de Março, a iniciativa decorre, este ano, pela primeira vez em Outubro e ao longo de mais de uma semana, arrancando já na quinta-feira, dia 14, e prolongando-se até dia 22.

Além do tradicional “jantar ao estilo francês”, novamente servido nas embaixadas e consulados de mais de 150 países, o evento regressa aos restaurantes aderentes de todo o mundo, com pratos ou menus inspirados nos ingredientes, sabores e técnicas tradicionais da culinária francesa.

Há, no entanto, uma vez mais uma região em destaque. Para esta sexta edição, o evento traz à mesa o património cultural e gastronómico da região do Centre-Val de Loire, apelidada de “jardim de França”, procurando realçar “a grande riqueza de produtos” da região e “a alma” de quem faz deste um “terroir único”: agricultores, viticultores, jardineiros, pescadores, mariscadores, entre outros, lê-se no site.

“Nascida nas mesas dos antigos reis do Renascimento, a sua gastronomia é uma ode à riqueza dos solos, das florestas e dos rios que percorrem as suas abundantes paisagens.” O destaque à região marca ainda a agenda do Nouvelles Renaissance(s), um programa cultural que, ao longo de 2021, assinala os 500 anos da morte de Leonardo da Vinci com eventos ligados à inovação, à cultura, arte, gastronomia e turismo.

O Goût de / Good France volta ainda a reforçar as preocupações ambientais e os princípios que regem uma “gastronomia responsável”, afirmando “o desejo de apoiar a profissão para uma transição sustentável e apoiar os chefs no seu novo papel de embaixadores de uma gastronomia mais responsável, tanto socialmente como em termos de saúde, do meio ambiente ou da educação do gosto”.

“Mais do que nunca, este evento pretende fazer brilhar nos próximos meses o saber e as convicções destes chefs, femininos e masculinos – transmissores de gostos e de valores – que escrevem todos os dias a gastronomia do amanhã”, acrescenta a organização. “Uma gastronomia sensível, consciente e poderosa, que leva às gerações futuras uma mensagem universal, a da salvaguarda da terra e das suas riquezas.”

Em Portugal, há este ano 19 restaurantes e três lojas aderentes, com menus, pratos e produtos tipicamente franceses em destaque, de 14 a 22 de Outubro.