Iraque: “Umas eleições de Outubro para enterrar a revolução de Outubro”?

Apesar da candidatura de alguns independentes, não se espera que estas legislativas – antecipadas, em resposta aos protestos de 2019 – produzam alterações nos equilíbrios de poder em Bagdad.

Foto
Votação antecipada já arrancou em algumas zonas do Iraque GAILAN HAJI/EPA

As eleições deste domingo no Iraque parecem encurraladas numa aparente contradição que determina o seu fracasso antecipado: os que as exigiram não tencionam votar. A maioria dos que participaram no movimento de protesto de Outubro de 2019 continua a não confiar nas regras do jogo e os poucos independentes ou novos partidos que se atreveram a avançar enfrentaram perseguições e violência por parte de grupos armados ligados ao sistema político.

Sugerir correcção
Comentar