Falta de chips já custou quase 20% da produção nacional de carros

Exportadores afectados por falta de matéria-prima. Preços de cereais, embalagens, sodas, fibras, aço e alumínio continuam a subir. Os prazos de entrega são cada vez maiores.

Foto
Auteuropa, em Palmela, já parou quatro vezes devido à falta de semicondutores Miguel Manso (arquivo)

A retoma económica pode só chegar a alguns, mas a crise quando chega toca a todos. É mais ou menos esta realidade do sector exportador nacional: a retoma chega em ritmos diferentes, mas não há quem não se queixe de falta de matéria-prima e dos custos crescentes dos factores de produção. E, como alerta o Banco de Portugal, esta realidade pode atravessar-se no caminho da recuperação económica pós-pandemia.