Marcelo com dois testes negativos após contacto com elementos da selecção de futsal infectados

O Presidente da República esteve com os membros da selecção de futsal na segunda-feira durante uma cerimónia de homenagem em Belém aos jogadores.

Foto
Durante a cerimónia de homenagem, o chefe de Estado esteve quase sempre de máscara Reuters/ADRIANO MACHADO

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, fez dois testes PCR à presença do SARS-CoV-2 durante a semana, um deles este sábado, com resultados negativos. A informação foi avançada este sábado a sequência das notícias sobre elementos da selecção nacional de futsal que estão infectados.

De acordo com fonte oficial da Presidência da República, a cerimónia de homenagem em Belém aos jogadores da selecção nacional de futsal, campeões do mundo, na segunda-feira, “decorreu ao ar livre” e o chefe de Estado “esteve sempre de máscara, excepto no momento” em que discursou.

“O Presidente da República continua a efectuar testes regularmente, tendo os dois últimos testes PCR, de terça-feira e hoje, sido negativos”, acrescentou a mesma fonte.

De acordo com o Correio da Manhã, o seleccionador nacional de futsal, Jorge Braz, o director da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) que coordena a modalidade, Pedro Dias, e um jogador estão infectados.

Os resultados positivos surgiram depois de um teste feito em Portugal, depois da vitória frente à Argentina.

No momento da homenagem em Belém, prossegue o diário, a comitiva tinha um teste PCR com resultado negativo feito há menos de 24 horas.