Face norte do vulcão de La Palma desabou de madrugada. Mais de 1200 edifícios destruídos

Parte do cume do vulcão entrou em colapso durante a madrugada de sábado, criando três novos fluxos de lava. Dois já foram travados. Especialistas pedem calma.

vulcanologia,canarias,mundo,espanha,vulcoes,
Fotogaleria
O vulcão está em erupção desde dia 19 de Setembro EPA/Miguel Calero
vulcanologia,canarias,mundo,espanha,vulcoes,
Fotogaleria
EPA/Miguel Calero
vulcanologia,canarias,mundo,espanha,vulcoes,
Fotogaleria
EPA/Miguel Calero

A face norte do cone do Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, desabou na madrugada de sábado, intensificando o caos na zona com novos fluxos de lava a avançar pela área de Los Llanos. A informação foi confirmada esta manhã pelo Instituto de Geografia Nacional (IGN) de Espanha.

A queda de parte do cone gerou três novos rios de lava, explicou o porta-voz do comité técnico da IGN, Miguel Ángel Morcuende apelando à população para manter a calma. Segundo o especialista, citado pelo jornal espanhol El País, dois dos fluxos de lava já pararam. A IGN está estudar formas de travar o terceiro e perceber o seu destino. O especialista nota que “há tempo de sobra” para retirar as populações, caso necessário. 

A face norte do vulcão colapsou durante a madrugada de sábado JUAN MEDINA/Reuters
O sismo dura desde 19 de Setembro Miguel Calero/Reuters
Fotogaleria
JUAN MEDINA/Reuters

O Cumbre Vieja está em erupção desde 19 de Setembro e já destruiu mais de 1200 edifícios, incluindo duas escolas, com os rios de lava a atingirem cerca de 480 hectares, incluindo mais de 150 hectares de área agrícola. Cerca de 6000 pessoas já tiveram de deixar as suas casas e muitas estradas estão cortadas. A plantação de bananas da ilha, que é a segunda maior do arquipélago das Canárias, foi fortemente atingida. 

A sismicidade na zona aumentou ligeiramente nas últimas horas, embora a uma profundidade maior que 20 quilómetros. De acordo com a IGN, este sábado foram registados 37 ocorrências sísmicas — a mais intensa com uma magnitude de 4,1 na escala de Richter. 

Foto
Mais de 1200 edifícios já foram destruídos INVOLCAN/Reuters

O aeroporto de La Palma, fechado desde quinta-feira por motivos de segurança, reabriu durante a tarde de sábado. Quem tiver um voo marcado deve confirmar o estado da viagem junto da agência aérea. 

Os aviões a voar para as Canárias têm recebido recomendações para abastecer com mais combustível caso tenham de mudar de rota ou adiar a aterragem.