Para a Companhia de Música Teatral, “a partitura são as pessoas”

A abertura da instalação Mil Passáros, na Estufa Fria de Lisboa, e o lançamento do livro-filme O Céu por Cima de Cá, resultante de um espectáculo recentemente nomeado para um prémio internacional, são algumas das próximas iniciativas deste singular projecto artístico.

Foto
O Céu por Cima de Cá está nomeado aos Young Audience Music Award na categoria de Melhor Ópera DR

Depois de um período de reinvenção devido às contingências da pandemia, a Companhia de Música Teatral (CMT) retoma neste Outono um conjunto de actividades variadas, entre as quais se inclui a abertura, este domingo, na Estufa Fria de Lisboa, de uma edição especial da instalação Mil Pássaros. No próximo dia 17, às 17h30, o festival Close-up exibirá o livro-filme O Céu por Cima de Cá na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão. E, ainda em Outubro, a CMT estará no Convento dos Remédios, em Évora, com uma versão da recente criação Aguário, um conjunto de “poemas performativos” em que as múltiplas vozes da água se misturam com a voz humana, o movimento, a imagem e objectos cénicos.