“O mais sustentável é aquilo que pertenceu ao nosso pai e que irá pertencer ao nosso filho”

Desde 2015, a Fundação Ecoalf já retirou 230 toneladas de lixo dos oceanos, com a ajuda de mais de dez mil pescadores de todo o Mar Mediterrâneo.

consumo,moda,design,ambiente,poluicao,oceanos,
Fotogaleria
Javier Goyeneche está na indústria da moda desde 1995 MODALISBOA/RICARDO GOMES
consumo,moda,design,ambiente,poluicao,oceanos,
Fotogaleria
O empresário fez uma apresentação na sede da ModaLisboa MODALISBOA/RICARDO GOMES
consumo,moda,design,ambiente,poluicao,oceanos,
Fotogaleria
"Porque não há Planeta B" é o slogan da marca MODALISBOA/RICARDO GOMES
consumo,moda,design,ambiente,poluicao,oceanos,
Fotogaleria
Os tecidos são feitos de materiais reciclados MODALISBOA/RICARDO GOMES
consumo,moda,design,ambiente,poluicao,oceanos,
Fotogaleria
Além de uma marca de roupa, a Ecoalf tem uma fundação dedicada a retirar plástico dos oceanos MODALISBOA/RICARDO GOMES

Há mais de 25 anos que o espanhol Javier Goyeneche está na indústria da moda. Em 1995, lançou a sua primeira marca, a Fun & Basics. Foi então que se apercebeu do quão poluente é o sector. Em 2008, vendeu a sua primeira marca e dedicou-se à sustentabilidade. No ano seguinte cria a Ecoalf, lançada apenas em 2013, baptizada a partir dos seus dois filhos, Alfredo e Alvaro. O slogan da marca “Because there is no Planet B” ("Porque não há planeta B”, em tradução livre) fica no ouvido. Mas mais do que ficar no ouvido, Javier Goyeneche quer inspirar a mudança, a começar pelos oceanos. 

Sugerir correcção
Comentar