UE quer ter mais capacidade de influência mas arrisca perder força nos Balcãs

No final da cimeira entre a UE e os Balcãs Ocidentais, Von der Leyen avisou os líderes europeus dos riscos de manter o processo de alargamento congelado.

Foto
Janez Jansa, Charles Michel e Ursula von der Leyen no final da cimeira IGOR KUPLJENIK/EPA

Os presidentes da Comissão e do Conselho Europeu esforçaram-se, esta quarta-feira, por manter viva a promessa da “plena integração” dos seis países dos Balcãs Ocidentais, declarando no final de uma cimeira de líderes em Brdo, na Eslovénia, que “a União Europeia não está completa” sem eles. “Fazemos parte da mesma Europa e da mesma família. Partilhamos a mesma história, os mesmos valores e o mesmo destino. Não deve restar a mínima dúvida de que o nosso objectivo é o alargamento”, declarou Ursula von der Leyen.