Governo limita contratos de trabalho temporário a quatro renovações

Medida faz parte das alterações à lei laboral que deverão ir a Conselho de Ministros ainda durante o mês de Outubro.

Foto
Ana Mendes Godinho apresentou a proposta final do Governo aos parceiros sociais LUSA/ANTÓNIO PEDRO SANTOS

O Governo quer que os contratos de trabalho temporário tenham como limite máximo quatro renovações, em vez das actuais seis, aproximando este regime do que é aplicado aos contratos a termo. Esta é uma das 68 propostas da Agenda do Trabalho Digno e Valorização dos Jovens no Mercado de Trabalho discutidas na reunião da Comissão Permanente de Concertação Social (CPCS), que decorreu nesta quarta-feira em Lisboa, e que o Governo quer levar a Conselho de Ministros ainda em Outubro.