Entre a autonomia e a cooperação, líderes europeus afinam estratégia para lidar com parceiros e rivais

Reunidos na Eslovénia, chefes de Estado e governo da UE retomam a sua discussão sobre a China e o Indo-Pacífico. Fora da agenda da geopolítica, previa-se que fosse levantada a questão da subida do preço da energia.

Foto
Os líderes europeus reunidos em Brdo, na Eslovénia BORUT ZIVULOVIC/Reuters

A revisão da política de defesa e segurança da União Europeia, definida há vinte anos, já estava na ordem do dia, com a prometida apresentação de um primeiro rascunho da nova “bússola estratégica” no próximo mês. Mas no rescaldo da caótica operação de retirada das forças internacionais do Afeganistão, e do choque com o anúncio da nova parceria estratégica entre a Austrália, os Estados Unidos e o Reino Unido para a região do Pacífico, a discussão assumiu um carácter de urgência.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários