Governo admite falhar promessa de aumentos de 1% na função pública

Ministra da Administração Pública diz que, neste momento e face ao cenário macroeconómico, não estão em cima da mesa aumentos generalizados e apenas dá como garantida a subida do salário mínimo.

Foto
Rui Gaudencio

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, admite que no próximo ano não terá condições para cumprir a promessa feita em 2019 de aumentar em 1% os salários da generalidade dos trabalhadores do sector público. E apenas dá como garantida a subida do salário mínimo nacional, o que acabará por se reflectir nas remunerações mais baixas da função pública. 

Sugerir correcção
Ler 3 comentários