Nobel da Medicina de 2021 para descobertas sobre sensores do corpo

Prémio foi anunciado esta segunda-feira em Estocolmo, na Suécia, e foi atribuído David Julius e Ardem Patapoutian pelos avanços na área dos receptores sensoriais de temperatura, tacto e movimento que usamos para sentir o mundo à nossa volta. Afinal, as descobertas ligadas à pandemia não foram distinguidas.

Foto
EPA/Jessica Gow

O Prémio Nobel da Fisiologia ou Medicina de 2021 foi atribuído aos investigadores David Julius e Ardem Patapoutian “pelas suas descobertas de receptores para a temperatura e o tacto”, anunciou esta segunda-feira o comité do Nobel no Instituto Karolinska, em Estocolmo (Suécia). De forma muito resumida, os dois cientistas que trabalham nos EUA ajudaram-nos a perceber como sentimos o mundo à nossa volta. O prémio tem um valor de dez milhões de coroas suecas (986 mil euros).