Quatro tintos que não são mais do mesmo

Um vinho do Tejo tem três colheitas numa garrafa e outro, de Estremoz, nasce de um veio de mármore. Um terceiro resulta do acompanhamento das melhores vinhas da Bairrada e o quarto contribui para o regresso de uma casta à ribalta, em Lisboa. Quatro vinhos que reforçam tendências, com alguma componente didáctica à mistura. Bebemos e aprendemos.

Foto

A vinha arrepia, o vinho espanta

Sugerir correcção
Comentar