Rendeiro e a Justiça em parte incerta

Há processos demasiado importantes a serem dirimidos nos tribunais para que continuemos a ser confrontados com fugas espectaculares e a terrível sensação de impunidade.

O país assistiu atónito a mais um caso que é um tiro em cheio na credibilidade das nossas instituições: João Rendeiro, o antigo banqueiro no centro da falência do Banco Privado Português (BPP), fugiu para parte incerta e estará num país sem acordo de extradição com Portugal. Ironia das ironias, anunciou que o fez no exacto dia em que foi condenado em mais um processo relacionado com o BPP, desta vez a três anos e meio de prisão efectiva por burla qualificada.